SAÚDE: Está com dores de garganta? Dez sintomas de gonorreia a ter em atenção

0
DR

Os sintomas de gonorreia podem ser desconfortáveis e recomenda-se o pronto tratamento da infeção

          

A gonorreia é uma das doenças sexualmente transmissíveis, DST, mais comuns em todo o mundo. Estima-se que por ano surjam cerca de 8380 milhões de novos casos.

Mas o facto de ser comum não torna a condição menos embaraçosa ou dolorosa.

A melhor proteção contra a gonorreia consiste no uso de preservativo durante o ato sexual, incluindo na prática de sexo oral.

Mas, o que é a gonorreia?

Trata-se de uma DST provocada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae, e que é contraída através da prática de relações sexuais sem uso de proteção – sexo vaginal, anal ou oral.

Aqueles que mantêm relações com múltiplos parceiros sexuais estão mais expostos ao vírus.

Contrariamente à crença popular a patologia não se propaga através do beijo, abraços, do contacto com assentos de sanita, por frequentar piscinas ou partilhar banheiras.

Tal deve-se ao facto da bactéria não ter capacidade para sobreviver fora do corpo por um longo período de tempo.

Quais são os sintomas da gonorreia?

Os sintomas manifestam-se geralmente entre dois a 14 dias após a contração da bactéria.

Todavia, cerca de um em cada 10 homens, e quase metade das mulheres com gonorreia não apresentam quaisquer sinais de infeção.

Os sintomas que afetam as mulheres:

– Descarga vaginal fora do comum;

– Sentir dor ou ardor ao urinar;

– Dor ou sensibilidade na parte inferior do abdómen;

– Dores de garganta;

– Hemorragias vaginais entre os períodos menstruais, menstruação mais abundante ou sangramento após o sexo;

– Febre.

Os sintomas nos homens incluem:

– Saída de liquido branco, amarelo ou verde do pénis;

– Dor ou ardor ao urinar;

– Inflamação do prepúcio,

– Dor e sensibilidade nos testículos.

É importante salientar que mesmo quando os sintomas não se manifestam, as pessoas infetadas podem ainda assim contagiar os seus parceiros sexuais.

Como é tratada?

O tratamento é relativamente simples. Os doentes podem tomar uma única dose de antibiótico injetável ou comprimidos.

Geralmente, a infeção desaparece após uma semana.

Recomenda-se a abstinência da prática de relações sexuais até a gonorreia estar definitivamente tratada.