Secretário Geral do PAICV acusado de promover candidatura do filho na JPAI

3

Filho de Julião Varela foi ontem eleito para liderar a JPAI na Concelhia da Praia, uma escolha envolvida em alguma polémica e onde o nome do Secretário Geral do PAICV surge colocado. Há vozes que falam em corrupção 

Eleição aconteceu ontem, domingo, mas há vozes que apontam várias irregularidades no processo, acusando o próprio Julião Varela, Secretário Geral do PAICV, de apoiar a candidatura do filho, contrariando o princípio de imparcialidade.

A JPAI Concelhia da Praia elegeu ontem, o seu novo Presidente. Trata-se de Admar Varela, filho do Secretário Geral do PAICV, Julião Varela, pondo fim a um longo período de vacatura, desde que Osvaldino (Zidane) Semedo deixou aquelas funções, há quase um ano.

Estas eleições ficaram marcadas por “baixarias, desordem e corrupçâo ao mais alto nível”, afirma Rui Cabral Júnior, um militante desta juventude partidária do PAICV, numa publicação na rede social Facebook.

O jovem revela que surgiram nos cadernos eleitorais, nomes de “jovens desconhecidos” que “nem estiveram ativos” na JPAI. “Simplesmente surgiram de uma base de dados que nunca foi revelada”. Durante o processo de organização das eleições, acrescenta o jovem, deparou-se “inúmeras ilegalidades, parcialidades e falta de ética”, com favorecimento da candidatura do filho do Secretário Geral do PAICV, cuja lista era integrada por muitos “delegados misteriosos”.

Outra irregularidade, aponta o mesmo jovem, é que estavam inscritos apenas 27 delegados, mas em cima da hora aceitou-se mais 4 inscrições, entretanto, das votações registaram-se 38 votos, ou seja, conclui Rui Cabral Júnior, “mais 8 misteriosos delegados entraram subitamente e votaram a favor do Admar Varela, filho do Julião Varela”.

Desiludido com a JPAI e com o processo de escolha do novo líder da Concelhia da Praia, Rui Cabral Júnior diz que o PAICV já não cativa e que vê, apenas “ganância, nepotismo, auto-promoção, rivalidades interna e muita corrupção”. “Não me identifico com esse PAICV nem com essa JPAI”, escreve.

Estas eleições voltaram a evidenciar as fortes divergências no interior do PAICV. Se de um lado esteve a cúpula do Partido, apoiando Admar Varela, filho de Julião Varela, do outro esteve o denominado Grupo de Reflexão, que apoiava a candidatura de Christopher (Chris) Monteiro.



3 COMENTÁRIOS

  1. Tudo pelo mérito próprio de um jovem cuja qualidade e empenho ninguém ignora…

  2. Começaram a compreender o que é o PAICV hoje – Corupcao, Falsidades, Nepotismos e Quejandos ! Imaginem desde quando isto se tornou irrespirável ? Perguntem o Zezinho Neves . Não se esqueçam que ainda se aguarda para sabermos quem o baleou !
    Ah Vanuza, Zé Black, Janira, Móises, !?…
    Ah Fundo do Ambiente !
    Ah Fundo Mais Cominidades !
    Ah Fundos da Fundação Caboverdiana de Solidariedade !
    Um dia … pagarão .

Comentários estão fechados.