TACV aumenta frequências para Portugal

1

A partir de julho, companhia de Bandeira terá 3 ligações da Praia, 2 do Sal e 2 do Mindelo para Lisboa

Segundo informa a companhia, a partir de 4 de julho, as ligações entre Cabo Verde e Portugal serão aumentados, passando para 3 conexões da Praia, 2 do Sal e 2 de São Vicente.

A TACV vai operar voos da Cidade da Praia para Lisboa às quartas, sextas e domingos, com regresso às segundas, quintas e sábados. Do Sal, será às quartas e sábados, o regresso às segundas e sextas, ao passo que de São Vicente para a Capital Portuguesa os dois voos semanais descolam às segundas e quintas e o regresso agendado para quartas e domingos.

Nestas novas conexões, a TACV estará a utilizar o Boeing 737-700 da TAAG e estima ter tripulação “100% Cabo-verdiana”.

“Gradualmente” a companhia está a ajustar a sua operação com base na evolução da pandemia da Covid-19 e a recuperação dos mercados emissores, refere um comunicado.

1 COMENTÁRIO

  1. Li e não entendi.
    NA INTRODUÇÃO DA NOTÍCIA A INFORMAÇÃO FOI:
    A partir de Julho, a TACV terá 3 conexões da Praia e do Sal e 1 de S.Vicente para Lisboa.

    JÁ O CORPO DA NOTÍCIA DIZ QUASE TUDO DIFERENTE, ASSIM:
    A TACV vai operar da Praia para Lisboa às Quartas, Sextas e Domingos (portanto, 3 vezes tal como diz a introdução da notícia);

    Do Sal, será às Quartas e Sábados (afinal, são 2 vezes e não 3 vezes como diz a introdução da notícia);

    De S.Vicente, será às Segundas e Quintas (ou seja, também são 2 vezes e não uma vez como diz a introdução da notícia).

    Surpreende notar que num espaço de três linhas, alguém possa esquecer o que tinha escrito três linhas antes e acabar por escrever precisamente o contrário do que tinha escrito.

    E a pergunta que nos resta, é: Com qual das duas informações é que haveremos de ficar?
    Posso concluir que neste caso, de tão confuso, acabamos por ficar sem qualquer informação útil.

    É com muita frequência que nos deparamos com erros do género nos diferentes jornais do país, por isso, parece-me que seria conveniente que o jornal o corrigisse o mais urgente possível, para o bem dos leitores e para a credibilidade do próprio jornal.

Comments are closed.