TAP não oferece qualquer serviço de alimentação, para Cabo Verde, na classe económica

7

Apesar dos preços proibitivos que pratica, oferta de lanches a bordo deixou de ser uma realidade a bordo da companhia Portuguesa

A Transportadora Aérea Portuguesa, TAP, já não oferece qualquer serviço de alimentação na classe económica para Cabo Verde e outros destinos de médio curso. Há mais de um ano que esta medida entrou em vigor com a chegada da pandemia, mas tudo indica que esta opção veio para ficar.

Com a Covid-19, a TAP deixou de oferecer bebidas e refeições ligeiras ou “snacks” a bordo dos seus aparelhos aos passageiros da classe económica nas viagens de médio curso para Cabo Verde e Europa. Nunca mais retomou o serviço e a TAP diz que está a seguir uma tendência generalizada na indústria da aviação.

Nenhum voo de médio curso, na classe económica, dá direito a uma sanduiche ou um pastel de nata e uma bebida. Apenas água. Tudo o resto é pago pelo passageiro. Entretanto, as viagens de Lisboa para Cabo Verde não contempla o serviço de compras a bordo. Idem para outros países do Norte de África, bem como para o Porto, Faro ou Madrid, Málaga e Sevilha. Nessas rotas não há qualquer serviço a bordo.

A TAP esclarece, no entanto, estar a seguir uma tendência generalizada na indústria, praticada inclusive pelas antigas companhias de bandeira. Adianta que “adotou há mais de um ano” a prática de serviço de vendas a bordo, que se “generalizou” na indústria.

7 COMENTÁRIOS

  1. E para que querem comida a bordo? Os que vêm de Lisboa, que passem pelo rei dos frangos e compre duas gordas galinhas grelhas e os que vão para portugal que encomendem em Sucupira, boa cachupada ou fixon ku tosinhu”

    • As compaonhas que não ofrecem serviço de bordo praticam low cost, e a TAP?
      A TAP aproveita o monopólio para CV para diminuir os prejuizos dos preços mais baixos que pratica dentro da EUROPA

  2. Com a Covid-19, a TAP deixou de oferecer bebidas e refeições ligeiras ou “snacks” a bordo dos seus aparelhos aos passageiros da classe económica nas viagens de médio curso para Cabo Verde e Europa.
    Se for por causa da Covid-19, não devia vender também. mesmo nas viagens de longo curso a comida que servem “uma porcaria”, por exemplo a refeição no percurso Boston/Lisboa do dia 13.

  3. Talvez a TACV o faça melhor.
    Sugestão para a TAP. Deviam pôr “fora de serviço” os w.c.. É que o pessoal faz questão de ir ao WC 5 minutos depois de se sentarem nos lugares. Wééé!!!!! Os aeroportos não têm w.c.? 🤔

  4. O estranho nisso tudo é que não há nenhuma informação prévia. Eu que não viajava há algum tempo com a TAP, uma vez que o meu destino tem sido Holanda, através da TUO, tal o meu espanto quando voo São Vicente – Lisboa – Holanda, sem uma gota de água, estando no aeroporto desde as 4h da manhã, pergunta a uma assistente de bordo : vocês não oferecem nem um copo de água nessa viagem? Apenas vendem? E ela simpaticamente responde: então não sabia? – Juro que não vi essa informação no bilhete de passagem que comprei, mas por esse preço e estando desde madrugada a viajar, só nos dão um lenço de papel desinfectante? 🤔🤫🤐 Coisas da TAP. Por essas e outras é que estiveram no chão e com o regresso das outras companhias vão morrer de vez. 🙏

  5. Autentica porcaria de refeição que venesm a bordo, comida emplastificado aquecido, na volta para portugal nem sandes tinham a venda apenas bebidas, quem nao levou farnel passou fome. Se querem cortar nos servicos tambem cortem nos precos sfff, apesar de ser mais horas de voo pondero passar a usar tui ate holanda e depois low cost para Portugal, devido aos exurbitantes precos

Comments are closed.