Tarrafal acorda ao ritmo de reggae

0

Nish Wadada regressou ao palco do Festival na sua Cidade. Ela gostou e elogiou o certame, o público e a homenagem

É um palco que Nish Wadada bem conhece. O espetáculo que antecede o fim da primeira de duas noites de Festival teve sonoridades do reggae, cantado também na língua crioula. Pelo meio, algumas críticas “própria” deste estilo musical, disse a intérprete.

O público a esperava e Nish Wadada correspondeu. Na sua atuação, passou em revista vários sucessos da sua carreira a solo que a tem levado a vários palcos do mundo.

Algumas lendas como Bob Marley e Luke Dube foram também interpretadas pela Diva crioula, ela que elogiou a Autarquia pela homenagem à ilha de São Nicolau, mas também pela forte aposta em artistas locais, como forma de valorizar a cultura de uma ilha com vários talentos.

Ainda sobre o show e a reação do público “foi muito bonito”, disse, acentuando que o reggae é em si uma “mensagem” de paz e de harmonia.

Wadada está a regressar de um tour que a levou nos últimos meses à Europa e desembarca em Cabo Verde proveniente da Cecília. Durante o périplo esteve a gravar temas para um próximo álbum que deve ser lançado em fevereiro.

E do reggae para ritmos do funaná, Tabanka fecha agora esta primeira noite.

- PUBLICIDADES -