UCS explica motivações para recandidatura

0

Presidênte do MpD quer que Cabo Verde continue num porto e caminho seguros, recuperar a economia e proteger as famílias

          

O Primeiro-Ministro disse que a sua recandidatura tem que ver com o fato de querer ver Cabo Verde num caminho seguro, com melhoria de vida dos Cabo-verdianos. “Candiato-me porque queremos Cabo Verde num porto seguro, no caminho seguro, para podermos recuperar e relançar a economia, e proteger as famílias, principalmente as mais carenciadas, ao mesmo tempo retomar o caminho de crescimento e criação de empregos”, disse o Presidente do MpD, em São Filipe, onde terminou, esta manhã o seu périplo pelo Sul do País.

Ulisses Correia e Silva que já está em Santiago, disse que o País precisa de uma nova fase, a de transformação, mas essa deve ser sempre para melhor.

“Cabo Verde e Fogo precisam de nova fase. Nova fase de transformações, e transformações para frente e nunca para trás, por isso devemos continuar no caminho seguro, para podermos ir mais longe”, desejou, para de seguida apelar ao voto dos Foguenses, dos que nas eleições Autarquicas não votaram no seu Partido e aos que absteram, para que “juntos” possam continuar a desenvolver Cabo Verde.

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui