UE não reconhece resultados das eleições na Bielorrússia

0

Presidente do Conselho Europeu afirma que a Europa está solidária com o povo Bielorrusso. “Não foram livres nem justas”

A União Europeia está solidária com o povo da Bielorrússia e vai apoiá-lo, ao mesmo tempo que sancionará os responsáveis pela fraude nas eleições presidenciais e pela violência, pois “não aceita impunidade”, afirmou o Presidente do Conselho Europeu.

No final de uma cimeira extraordinária de Chefes de Estado e de Governo da UE realizada por videoconferência, o Presidente do Conselho, Charles Michel, disse em conferência de imprensa em Bruxelas que a mensagem “muito forte e unida” dos 27 para Minsk é “muito clara: a UE está solidária com o povo na Bielorrússia e não aceita a impunidade”, pelo que vai adotar “em breve” sanções contra “um número substancial de indivíduos responsáveis pela violência, repressão e fraude eleitoral”, refere a TVI24.

“Estas eleições não foram nem livres nem justas. Não reconhecemos os resultados apresentados pelas autoridades bielorrussas. O povo da Bielorrússia merece melhor”, declarou Charles Michel, que insistiu na necessidade de ser lançado um “diálogo nacional inclusivo” com vista a uma solução pacífica e democrática para a transição de poder.