Unicef apela por soluções urgentes para crianças refugiadas nas Canárias

0

No dia em que se comemora o Dia Mundial do Refugiado, a Unicef destacou a “saturação insustentável” do sistema de proteção nas Ilhas Canárias

A delegação espanhola do Fundo das Nações Unidas para a Infância defendeu hoje “soluções urgentes” para as crianças e jovens que estão a ser atendidos pelos serviços de proteção das ilhas Canárias, assoberbados de trabalho.

“Cada vez chegam mais menores de idade sozinhos e muitos não pedem proteção internacional porque as suas necessidades não são identificadas, apesar de muitos virem de países com uma alta taxa de reconhecimento”, diz o Unicef.

Uma das razões para esta situação é “a saturação insustentável do sistema de proteção nas Ilhas Canárias, com mais de 5.600 crianças não acompanhadas”, acrescenta o Fundo num comunicado citado pela agência Espanhola de notícia, a Efe.

No texto, a delegação Espanhola do Unicef exige que sejam encontradas fórmulas para a transferência obrigatória de menores para o resto da península, uma iniciativa em que o Governo central está atualmente a trabalhar em conjunto com o Governo das Canárias e para a qual procura agora apoio parlamentar.

A Unicef sublinhou também a necessidade de “um maior investimento” e de “instrumentos eficazes” para a aplicação deste tipo de medidas.