VENEZUELA: Justiça quer congelar contas de Juan Guaidó

0

Presidente Interino não perdeu tempo a reagir, lembrando que tem imunidade, mas aconselhou o Supremo a não “sacrificar com o usurpador e o seu gangue”

O Procurador Geral da Venezuela, pediu na última terça-feira, 29, ao Supremo Tribunal de Justiça do País, que congele as contas bancárias de Juan Guaidó, e que aliene os seus bens evitando uma possível saída do País.

O Procurador Geral argumenta que, na sequência da decisão de Guaidó, “ocorreram atos violentos, pronunciamentos de governos estrangeiros e o congelamento de ativos da República, o que implicaria crimes graves que atentam contra a ordem constitucional”.

O pedido já mereceu pronta reação do Presidente Interino, que alegou que o regime de Nicolas Maduro “está na sua etapa final”.

Juan Guaidó sublinhou que este movimento contra Maduro “é imparável” e aconselhou os juízes do Supremo a não “sacrificar com o usurpador e o seu gangue”.

“Pensem em vocês, na vossa carreira, no futuro dos vossos filhos e netos que também são os nossos. A história vai reconhecê-los”, sugeriu.