VENEZUELA: Parlamento não reconhece mandado de Maduro

1

Novo chefe do parlamento tomou posse neste sábado, 5, e discursou contra o Presidente reeleito, garantindo que não irá reconhecer o novo mandado de Nicolás Maduro, que começa na quinta-feira, 10

O novo Governo deverá ter início na próxima quinta-feira, 10, diante de uma grave crise económica. De acordo com o Parlamento venezuelano, a partir deste dia a Presidência será usurpada. O novo mandato de Maduro é para o período entre 2019 e 2025.

Neste sábado, o Parlamento empossou seu novo Presidente, Juan Guaidó, escolhido por unanimidade, e no seu primeiro discurso garantiu que a reeleição de Maduro fora ilegal.

“Reafirmamos a ilegitimidade de Nicolás Maduro (…). A partir de 10 de janeiro, estará usurpando a Presidência e, consequentemente, esta Assembleia Nacional é a única representação legítima do povo”, declarou Guiadó.

Recorde-se que Maduro, de 56 anos, saiu-se vitorioso nas eleições de maio, boicotadas pela Oposição e não reconhecidas pelos Estados Unidos, pela União Europeia e por vários países latino-americanos.



1 COMENTÁRIO

Comentários estão fechados.