VERDEFAM aconselha jovens a fazer escolhas acertadas

0

A exortação aos jovens foi feita, ontem, terça-feira, 16, pelo Presidente do Conselho Diretivo, na abertura do Fórum Nacional dos Jovens, em Santa Catarina de Santiago, no qual participam até quinta-feira, 18, pouco mais de 50 jovens

Aos adolescentes e jovens de todos os Municípios do País, reunidos em Santa Catarina, a VERDEFAM quer partilhar informações relativas ao direito e à saúde sexual e reprodutiva.

Numa conversa aberta e descontraída, o Presidente do Conselho Diretivo aproveitou para aconselhar quanto a algumas questões da vida e às escolhas que poderão determinar o futuro de meninas e rapazes.

Num País, como Cabo Verde, onde os jovens têm uma presença muito expressiva – 203 mil dos 15 aos 34 anos, numa população de 544 mil – estimulou Francisco Tavares que é preciso fazer escolhas acertadas, aproveitar o tempo, correr riscos e aprender a perder, mas também esforçar para ganhar, “já que estamos num mundo e num círculo imparável onde o tempo é dinheiro e a qualidade é uma questão de sobrevivência”.

Para o representante da VERDEFAM, os jovens “são a pérola” de Cabo Verde e têm, neste sentido, que dar a si próprio o devido valor. Por isso mesmo, adverte, devem planear a vida e aproveitar as oportunidades que se lhes apresentam.

“Planear a fecundidade é essencial para planear a vida”, disse Tavares para depois explicar a miúde que com o planeamento, as mulheres têm menos filhos, passam a morrer cada vez menos pessoas e a esperança de vida aumenta.

Neste quesito, enquanto estatístico apontou que o País passou de 7 filhos por mulheres na década de 70 para 2.9 em 2005 e 2.5 em 2018, e segundo os dados, em 2030 a cifra poderá atingir 2.1. Uma transição que impele os jovens a aproveitarem a oportunidade demográfica, transformando-o em dividendo demográfico.

Além de incitar os participantes a combaterem a exclusão no mercado de trabalho que afeta mais as meninas, Francisco Tavares desafiou-os, antes de mais, a reivindicar a prosperidade compartilhada para reduzir as desigualdades, a procurar a excelência e a vencer a concorrência.

“Na relação, procurem o Amor”

É o que pediu Francisco Tavares aos adolescentes e jovens, “porque onde há amor há seriedade, há responsabilidade, há solidariedade e há cumplicidade”.

O amor, disse, é construído paulatinamente no namoro, num namoro sem pressa, com responsabilidade e onde o sexo tem o seu tempo próprio.

“Quando falarem do sexo procurem o momento adequado. O namoro é bom. Não vale a pena começar pelo sexo. Procurem sobretudo a estabilidade. Sabem que quem troca de parceiro banaliza-se e corre mais riscos de contrair doenças sexualmente transmissíveis. Procurem, sobretudo, dar valor a uma coisa que é a família e nela exerçam e tenham respeito”, aconselhou.

Para além dessas atitudes no relacionamento a dois, instigou a todos a serem felizes, a terem o respeito e a sã convivência, mas também a evitarem tudo quanto possa influenciar negativamente o seu futuro. “No lazer evitem o uso exagerado do álcool e a delinquência. Fujam das drogas; escolham as vossas profissões; estudem e esforcem-se para triunfar; sejam solidários, persistentes, inovadores e valorizem o trabalho”, disse.

O Diretor do Conselho Diretivo da VERDEFAM pautou pelo aconselhamento aos adolescentes e jovens do Fórum Nacional por considerar que a Saúde Sexual e Reprodutiva, apesar do progresso registado ao longo dos anos, é ainda um segmento com relativo fracasso. Todavia, adverte, “é um fracasso não de quem dirige políticas públicas, mas que é imputado à atitude e escolhas mais acertadas que nem sempre os jovens e os adolescentes fazem”.

Uma responsabilidade e progresso que em seu entender devem, no entanto, ser compartilhados.

- PUBLICIDADES -