Conheça as tarifas base de voos inter-ilhas (Retificada)

1

Essas tarifas estão plasmadas no decreto-lei de 2019. Objetivo do Governo com essa publicação é dar a conhecer a população que há uma lei que fixa as tarifas de voos inter-ilhas e evitar especulações

O Governo, através da Direção Geral de Turismo e Transporte, publicou o Decreto-Lei n.º 54/2019, de 10 de Dezembro de 2019, que fixa a tarifas base de referência nos voos Inter-Ilhas.

Segundo informações chegadas ao OPAÍS.cv, essa lei existente desde 2019, e hoje republicada pelo Governo nas redes sociais, tem por objetivo mostrar a população que existe um decreto que fixa as tarifas base de voos inter-ilhas.

Outro propósito é fazer com que as pessias consultem a lei, no sentido de evitar especulaões à volta do assunto.

Ora, se ainda não sabia dos preços fixos praticados nos voos internos, OPAÍS.cv mostra-lhe:

Para os voos diretos de Praia para São Vicente e vice-versa o preço base, só de ida, é de 9 mil Escudos; Praia/Sal 8.500 Escudos; Praia/Boa Vista 8.100 Escudos. Ainda nos voos diretos, Praia/São Filipe, o preço base é de 6.700 Escudos; Praia/Maio 3 mil Escudos; Praia/São Nicolau 8.200 Escudos.

Os preços dos voos diretos Sal/São Vicente são 9.100$00; Sal/Boa Vista 4.600$00 e Sal/São Nicolau 7.800 Escudos, ao passo que na linha São Vicente/ São Nicolau são de 5.600 Escudos.

No que se refere aos voos com escala de ligação, a tarifa base máxima estabelece que voos Boa Vista/São Nicolau custam 8.200 Escudos; Maio/São Nicolau 8.700$00; Praia/São Nicolau 8.200$00; São Filipe/São Nicolau 8.500$00; Sal/São Nicolau 7.800$00 e São Vicente/São Nicolau 5.600 Escudos.

Importa referir que às tarifas são acrescidas também a Taxa de Embarque de 600 Escudos, sendo trânsito e transferência isentos; e a Taxa de Segurança Aeroportuária de 150 Escudos por embarque.

1 COMENTÁRIO

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui