Wilberte Neves, um comunicador que faz da arte um hobby

0

Formado em Relações Públicas, Wilberte Neves é correspondente da Agência Cabo-verdiana de Notícias, na ilha do Maio, desde 2010

No âmbito da 7.ª edição do Atlantic Music Expo, AME, OPAÍS.cv encontrou no stand da ilha do Maio, Wilberte Neves, um artesão de mão-cheia, que há oito anos faz dessa arte o seu hobby.

No entanto, o que nos chamou atenção é que esse artesão, é também, profissional de Comunicação Social. Wilberte é Correspondente da Inforpress no Maio, há nove anos.

De acordo com este profissional, sempre gostou de artesanato, e em 2011, juntamente com alguns amigos foi aprimorando até que decidiu fazer de um quarto o seu ateliê.

“Depois, naquele espaço, fomos aprimorando as técnicas e criando cada vez mais o gosto por essa arte”, disse-nos.

No entanto, ao longo dos anos, segundo sustenta, teve algumas formações na ilha com os mais experientes.

Questionado de como conciliar o jornalismo com o artesanato, Wilberte responde de forma categórico, “Jornalismo é primeiro, artesanato é nas horas vagas”.

Conforme diz, essa é a melhor forma de ocupar o seu tempo livre.

Para fazer os seus trabalhos, este artesão utiliza os produtos existentes na ilha, que segundo diz “é rica em matérias primas”, no entanto alguns vêm de fora.

Wilberto faz vários artigos decorativos, e artes excecionais da ilha, como tartarugas, de folha de coco, aliás esse material é um dos mais utilizados pelo artesão.

Esta é primeira vez que veio ao AME, e a experiência foi “das melhores”, diz.

Trocas de experiências, contatos, e de conhecimentos são os mais importantes, segundo avança.

Para Wilberte o artesanato em Cabo Verde está num bom caminho, mas precisa de mais oportunidade, e os “resultados que se veem só mostra que os Cabo-verdianos são criativos”.

De sublinhar que Wilberte é também  Presidente da Associação dos Artesãos da ilha do Maio, e no AME estava a representar a classe.

- PUBLICIDADES -