Mulher acusada de abandonar filho no lixo fica presa

0

Tribunal de Lisboa colocou a suspeita em prisão preventiva, entretanto a nossa Embaixada está a inteirar-se do caso

É mais um episódio do caso ocorrido na última terça-feira, em Santa Apolónia, em Lisboa, e que envolve uma mulher de nacionalidade Cabo-verdiana.

Um Tribunal de Lisboa aplicou ontem, sexta-feira, prisão preventiva à suspeita de abandonar o filho recém-nascido num ecoponto.

A mulher que se suspeita ser de origem Cabo-verdiana terá 22 anos de idade e tudo indica que agiu sozinha.

O menino está a reage bem e deve ser entregue a família de acolhimento.

Entretanto, a Embaixada de Cabo Verde em Portugal já veio informar estar a acompanhar o caso, para compreender a situação e poder prestar apoio à mulher.

A nossa missão diplomática adverte, no entanto, que é necessário “compreender para ponderar as ações adequadas, do que condenar à partida, no pressuposto de crueldade intencional”.

Notícias relacionadas:

Cabo-verdiana acusada de abandonar recém-nascido em Lisboa

Mulher que abandonou menino no lixo vivia em condições precárias

- PUBLICIDADES -

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui