Tribunal manda para cadeia dois suspeitos de crime de violação sexual, na Boa Vista

0

São dois homens de 31 e 66 anos, naturais de São Vicente, residentes em Sal Rei. Estes são suspeitos de 8 crimes de agressão sexual de menores, cometidos contra quatro crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos

          

O Tribunal da comarca da Boa Vista decretou prisão preventiva a dois indivíduos do sexo masculino, suspeitos da prática de crimes de agressão sexual de menores.

De acordo com uma nota da PJ, os dois com idades compreendidas entre os 31 e 66 anos foram detidos fora de flagrante delito, entre os dias 29 e 30 de abril.

Os suspeitos todos naturais de São Vicente, residentes em Sal Rei, teriam alegadamente praticados 8 crimes de agressão sexual de menores, cometidos contra quatro crianças com idades compreendidas entre os 6 aos 10 anos.

A Polícia Judiciária anunciou ainda a detenção de mais duas pessoas, sendo um dos sexo feminino de 34 anos e outro do sexo masculino de 36 anos, natural da Guiné-Bissau.

A mulher, conta a PJ, foi detida por suspeita de crime de encobrimento, no âmbito de fatos relacionados com um crime de Agressão Sexual com Penetração de forma continuada cometido contra uma criança de 12 anos, e o segundo suspeito pela prática de um crime de Agressão Sexual, na sua forma tentada, cometido contra uma jovem de 29 anos.

Estes dois dicaram em liberdade, mas devendo comparecer periodicamente ás autoridades.

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui