Governo aumentou em 5 milhões de contos despesas com pessoal da Administração Pública

2

Todos gostaríamos que as pessoas tivessem mais rendimentos. Mas para isto seria necessário mais impostos para pagar uma vez que, qualquer desequilíbrio orçamental, quem primeiro iria pagar seriam os próprios trabalhadores 

Informação foi avançada pelo Ministro das Finanças, em sede da reunião do Conselho de Concertação Social, ontem reunido na Cidade da Praia

O Governo está a “reformar” o quadro remuneratório na Administração Pública, indicou ontem, durante a reunião do Conselho de Concertação Social, o vice Primeiro-Ministro, observando que em três anos seguidos, foi aumentado as despesas com o pessoal da Administração Pública em mais de 5 milhões de contos, sem qualquer derrapagem orçamental. “Um aumento de quase 40% da massa salarial na Administração Pública”, precisou.

O também Ministro das Finanças, assinalou que desde 2016, o Governo realizou um conjunto de promoções, reclassificações, reenquadramentos, aumentos salariais e novos recrutamentos, e “tudo isso com impacto no aumento salarial” das pessoas. E isso “é histórico” para aqueles que trabalham na esfera Pública, pontuou.

Quanto a novos aumentos, no quadro do Orçamento Geral do Estado para 2020, o vice PM advertiu que se deva olhar para esta questão “com a responsabilidade necessária” e lembrou que não se pode pôr em causa os interesses nacionais.

Olavo Correia observa mesmo que não se pode olhar apenas para uma variável e fazer um discurso “apenas com base nisso”.

No seu entendimento, qualquer desequilíbrio orçamental, nas finanças públicas, quem primeiro vai pagar são os trabalhadores Cabo-verdianos, nomeadamente, com aumento da inflação, incapacidade do Estado em pagar os salários atempadamente, bem como a fuga de investidores privados, por isso assegurou que não se pode pôr em causa o quadro macrofiscal e o quadro macrofinanceiro nacional.

Notícia relacionada:

Alteração do decreto-lei que regulamenta INPS apreciada na reunião da Concertação Social

2 COMENTÁRIOS

  1. Isso mesmo Sr. Ministro, não ceder NADA que pode perigar a CONFIANÇA e o CRESCIMENTO da nossa ECONOMIA perante os Cabo-Verdianos com BOAS intenções, quanto mais aqueles MARIONETAS MAL INTENCIONADAS à frentes dos sindicatos, grupos de trabalhadores… etc, que estão a MARIMBAR para o futuro do País, e ESQUEÇAM que todos estes atrasos REPOSTOS por este governo, os LADRÕES e ALDRABÕES do anterior governo que eles pertencem, defendem ou apoiaram, não só não cumpriram as obrigações, como COMERAM todo o dinheiro, não fizeram crescer a economia e ainda deixaram o País com uma DIVIDA INSUPORTÁVEL, agora este governo está a investir os recursos que deveria ir para muito do seu programa de governação!!

Comments are closed.